A vida se transforma em cores,
as cores te inebriam.

Amores, suspiros, rancores,
cheiros e gostos te extasiam
As canetas descrevem as flores.
As aves no papel piam.
O mundo já não tem mais dores,
se as poesias o recriam.

Se se escreve um poema, um só que seja,
em versos tua alma lampeja.

Marcello G.M. Filho

https://denihilonihilum.wordpress.com