Soneto Esmeraldino

12/27/2010

Da arquibancada um tremor me abala
e tudo se explode em magia.
Em gritos de gol se avassala
um amor que é pura alegria.

É meu Goiás quem joga
na nossa dourada serra.
Seu efeito me lembra uma droga,
em um vício profundo te enterra.

Esmeraldino meu, se tu me ouves,
do alto de nossa nobre Serrinha,
escute meu pobre pedido.

Quero que se mostre gigante
em meio a tantos pequenos
e assim à honra voltemos.

Marcello G.M. Filho

https://denihilonihilum.wordpress.com